Brasil Convention & Visitors Bureau comemora sucesso do evento no Rio e escolhe Aracaju para 2018, antes tem seminário em Brasilia

RIO DE JANEIRO – Quando os anais históricos dos Conventions Bureau forem registrar a importância e a evolução deste segmento no turismo brasileiro, certamente a edição do nono congresso, realizado nestes dois dias (20 e 21 de março), na sede da OAB-Rio, terá um capítulo especial. E os motivos foram vários.

A localização do evento facilitou, os apoios recebidos multiplicaram-se, o numero de participantes triplicou, houve um crescimento impactante, os temas abordados foram da maior importância e as palestras, mesmo numerosas, agradaram e criaram luzes na dinâmica de tratamento para questões decisivas do turismo no Brasil, atual e futuro, a médio e longo prazo.

O presidente Márcio Santiago estava eufórico e realista ao final do conclave, admitindo que o evento superou as expectativas e demonstrou como um novo formato de tratamento para o turismo começa a ganhar corpo e conscientização. ‘Esta pode ser a maior virtude do Congresso, além da participação’.

Houve um aumento de 300% na frequência, uma participação muito significativa mesmo. ‘Tinhamos feito uma previsão de 150 crachás, eles se esgotaram no primeiro dia.’afirmou, até surpreendido pelo comparecimento expontâneo, além dos convidados.

Cenário diário do auditório no Congresso

Mais de 60 conventions de vários estados participaram. Bem como  cidades interessadas que ainda não possuem este instrumento vital para o desenvolvimento turístico.  Mais sete  Conventions serão abertos na Bahia, mais três novos estão em procedimento no estado do Rio, que esteve com dez participantes efetivos.  ‘Quero parabenizar nosso presidente e anfitrião Marco Antonio Navega, pela organização e recepção’,

Em Minas sob a coordenação do Roberto Fagundes já se processa uma ampliação decisiva nos conventions por todo o estado, foi uma das mais numerosas delegações, criando corpo  para influenciar no  turismo mineiro com voz ativa. De São Paulo  compareceram  seis delegações,  o Distrito Federal compareceu, vieram Conventions do Norte, do Sul e do Nordeste, foi realmente expressiva a presença nacional.

Na Assembléia que inaugurou os trabalhos, houve o estabelecimento de uma proposta estratégica mais forte, um processo que vai priorizar a fixação da marca, com impulso em sua internacionalização e o crescimento de ações em parcerias. Bem como a qualificação de gestão, com participação assegurada do meio acadêmico, entre eles a Universidade Federal Fluminense e a Universidade de Aveiro, em Portugal e outras entidades de ensino’.

O calendário de feiras será robustecido dentro do Brasil Convention, garante Márcio, especialmente no cenário nacional. ‘A participação torna-se uma sequência natural e imperativa, dai os acertos firmados com o Ministério do Turismo, a Embratur, o inicio de conversações com a Braztoa, a confirmação do apoio com a CNC e o seu Cetur, entre outras viabilizações.”

Aprimorar os equipamentos é também uma das linhas desta ação estratégica, para tanto o Brasil Convention intensificará o seu clube de benefícios, o banco de empregos e o banco de eventos, este já plenamente estabelecido.

Os relatórios finais do IX Congresso estão sendo preparados e vão evidenciar o alto nível das palestras, foram dez a mais do que a previsão inicial, com temáticas de impacto, como a inagural, sobre o novo turismo emergente pelo professor Carlos Costa, que veio de Portugal; a do sucesso de Conventions como o de Miami, a atitude que a Riotur pretende modificar na conceituação do Rio destino,

Márcio Santiago com o presidente da Riotur, Marcelo Alves que pronunciou uma exposição que emocionou e encantou os presentes, auditório lotado

Aspectos jurídicos em várias áreas do turismo foram tratados em diversos temas, Ética, Sustentabilidade, Ecad, relacionamentos politicos e parlamentares, em um imenso painel de informações e troca de experiências ‘E aqui desejo um registro especial para a direção da OAB-RJ que é uma das duas únicas regionais em todo o Brasil a ter uma comissão interna de Turismo. Seu presidente, o dr. Hamilton Vasconcellos, em sua palestra abriu horizontes sobre questões éticas e procedimentos e foi decisiva a presença da entidade na logística do congresso.

A OAB-RJ entregou pela sua Comissão de Turismo uma pauta de reinvindicações e recomendações a ser encaminhada para o Ministério do Turismo, entre outros assuntos, a questão dos vistos e os cassinos

O X Congresso será em Aracaju, nos dias 18, 19 e 20 de março de 2018.  Antes disso, em outubro, Brasilia receberá um seminário que dará sequência à alguns dos aspectos focalizados no evento do Rio. Será até um teste decisivo sobre a integração nacional do Brasil Convention, pois a localização geográfica do Rio de Janeiro para esta realização foi fundamental em seu sucesso.

http://www.travel3.com.br/noticia.php?-14218