Convention Bureaux e Embratur discutem ações para atração de eventos para o Brasil


 

 


Márcio Santiago acaba de reunir-se com diretoria da Embratur e diz que as expectativas são positivas.

O presidente do Instituto Brasil de Convention & Visitors Bureau, Marcio Santiago, reuniu-se nesta quarta-feira, 8/6, em Brasília, com o presidente da Embratur, Silvio Nascimento, e diretoria da agência para discutirem ações estratégicas para incrementar o segmento de turismo e eventos no país.

“Uma das ações será a ealização de eventos em conjunto – entre Convention Bureaux e Embratur – para promoção do destino Brasil no exterior. Isso já trouxe excelentes resultados no passado, pois o Brasil tem boa estrutura de turismo de lazer, hospedagem e centros de convenções e expertise em recepção de eventos de grande porte e essa é uma carta importante que temos na manga”, disse Santiago.

O segmento ainda tenta se recuperar da queda nos negócios em decorrência da pandemia. Cerca de 8,1% do PIB brasileiro são provenientes do turismo que emprega um contingente de 7 milhões de pessoas direta ou indiretamente.

No primeiro ano da pandemia, de março a dezembro, o turismo deixou de movimentar R$ 270 bi na economia brasileira. O Brasil contava com aproximadamente 60 mil empresas e 2 milhões de microempresários ligados diretamente à realização de eventos. A expectativa é que até setembro o país consiga recuperar as perdas ocorridas neste período. Em 2021 o setor já conseguiu crescer 22,1% em relação ao primeiro ano da pandemia (2020). A previsão é fechar 2022 com crescimento de 2,4% sobre o ano passado.

“Apesar de todas as dificuldades, a recuperação do turismo no Brasil trará muitas melhorias que incluem a requalificação dos serviços e dos profissionais, mas também vamos requalificar os destinos. As ações internacionais de promoção do Brasil em médio prazo terão reflexos positivos na economia interna, na empregabilidade e nas receitas”, analisa Marcio Santiago.